Por que O Suicídio Tem Eliminado Tantas Vidas?

5 1.036

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A “escassez de tempo”, a pressa, a velocidade com que tudo acontece nos dias de hoje impossibilitam que as pessoas deem tempo umas às outras. Não há tempo para pausas, porque muitos acreditam que as pausas são perda de tempo. Hoje em dia é cada vez mais comum, muitos adotarem um estilo de vida que exige cada vez mais…Mais sucesso, realização, dinheiro e principalmente, status e tudo isso tem contribuido para que altos níveis de ansiedade e frustração afetem a vida de muitos jovens.

Por que os casos de suícidio têm aumentando, inclusive entre os jovens?

Nos últimos tempos, observamos a evolução contínua dos casos de suicídio em nosso país e eu resido em uma das cidades de maior índice de suicídio do Brasil (Avaré-SP). Isso me deixa um tanto quanto preocupada, pois sei da imensa dor que um suicídio causa na vida dos familiares do suicida, infelizmente, teve um caso na minha família.

Os números de suicídio têm crescido de forma significativa e especialmente, entre os jovens. A sociedade está cada vez menos solidária e muitos jovens se sentem pressionados diante de um mundo em que apenas o extraordinário é valorizado, não são preparados emocionalmente para a vida real (que apresenta inúmeros desafios) e se sentem cada vez menos apoiados, muitas vezes pelas pessoas mais próximas.

As pessoas e na maior parte, os jovens que pensam em suicídio almejam fugir da dor e do sofrimento, sentem o desejo de ir para um lugar melhor e a morte pode ser vista como uma forma de encontrar a “tão almejada paz”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos 1 suicídio acontece em todo o mundo. E o Brasil está em oitavo dentre os países com maior número de suicídios, atrás da Índia, China, Estados Unidos, Rússia, Japão, Coréia do Sul e Paquistão.

Falar das nossas emoções e sentimentos nos ajuda a manter o equilíbrio

Muitas pessoas têm dificuldade de falar sobre si mesmas, inclusive sobre suas emoções e sentimentos, porém isso é muito importante e nos ajuda a manter o equilíbrio. Somos humanos, porém nossa educação não incentiva a reconhecermos as nossas vulnerabilidades e nem tampouco, falarmos sobre elas. Reprimir nossas emoções adoece, fragiliza e pode sim, resultar em suicídio.

Você sabia que existe o CVV?

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntariamente e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone no número 188, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Um dos principais fundamentos práticos da relação de ajuda da CVV é ouvir ativamente, para se aproximar da outra pessoa e perceber o seu mundo interno.

Saúde mental: além do preconceito, existe muita ignorância

Quando se fala em assuntos relacionados à saúde mental, além do preconceito, existe muita ignorância. Não é a toa que muitos ainda dizem que depressão é frescura e que psicólogo é coisa de gente doida.

O que a maioria das pessoas ainda precisa compreender é que os transtornos mentais e depressão não têm nada haver com status social, tão pouco com a beleza, caso contrário não perderíamos no ano de 2017 o cantor, compositor e vocalista da banda americana Linkin Park, Chester Charles Bennington e tantos outros artistas ao longo da história.

É importante lembrar que os problemas psíquicos e emocionais impossibilitam tanto quanto uma doença física. Dessa forma, evitar comparação e julgamentos sobre que tipo de doença causa mais dor e ser mais solidário e, humano são formas de ajudar quem está enfrentando esse desafio.

Depressão e/ou pensamentos suicidas podem acontecer com qualquer pessoa, inclusive as que hoje são reconhecidas como case de sucesso. Sabe a grande e renomada J.K. Rowling “mãe” de Harry Potter? Pois então, ela também foi “vítima”. Joanne reconheceu ter tido pensamentos suicidas em certas fases de sua vida e assumiu: “Nunca me envergonhei de ter sofrido uma depressão. Nunca. De que deveria envergonhar-me?” Ela se recuperou e além de ser a autora da série literária mais vendida da história, se tornou uma das escritoras mais notáveis e ricas do mundo. Me diga jovem, se isso não é uma tremenda inspiração?

E você, o que achou do conteúdo? Quer dar alguma opinião sobre o assunto? Deixe sua contribuição nos comentários. ?

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

5 Comentários
  1. Daniele Padilha says

    Ler esse artigo escrito por quem realmente entende do assunto é uma aprendizagem muito significativa para mim . Realmente o caso da escritora é um exemplo de como podemos superar as dificuldades. Fabiana obrigada por inspirar jovens com o seu exemplo de garra e determinação.

    1. Fabiana Bexiga says

      Eu ainda não tenho a garra e determinação que almejo, mas a força adquirida até então se deve ao carinho de pessoas assim como você Dani, que me conhece desde pequena, que estudou comigo e conhece um pouco da minha história. Aliás o que seria de mim se não fosse o incentivo dos meus familiares, alunos e amigos? Obrigada minha querida amiga!

  2. Lívia Velo says

    Ótimo texto, Fa. Concordo quando diz que só o extraordinário tem valor em nossa sociedade. Está na hora de aprendermos que cada pessoa tem seu ritmo de vida, que não precisamos ser o que os outros querem que sejamos. É preciso mais respeito ao momento alheio. Cobranças, neste sentido, só causam mais dor.
    Obrigada por tanta experiência valiosa compartilhada, amiga querida. ??

    1. Fabiana Bexiga says

      As palavras que escrevo para o Inspirando Jovens de Sucesso me fortalecem, é como se eu ouvisse a minha própria voz. Nem todos os dias me encontro bem, mas estou tentando! E este é o segredo! Tentar insistentemente! Na minha opinião, isto nada mais é que exercitar a inteligência emocional!
      Ter a oportunidade de escrever como voluntária está me ajudando a vencer um dia por vez! Estou me reconstruindo aos poucos e provando para mim mesma que mesmo tendo um transtorno mental, sou capaz de manter minha personalidade e ainda assim ajudar muitas pessoas que também passam e passaram por situações semelhantes pelas quais passei.
      Me perdi de mim, me quebrei inteira e estou em reconstrução, ainda juntando os cacos e que bom contar com o carinho de tantas pessoas que torcem, que pedem por ajuda, que se espelham, que ajudam, que oferecem o ombro e estendem as mãos! Obrigada minha amiga querida!

  3. Estéfany says

    Você me passou esse blog naquela ligação.. e fico muito grata. Ter alguém que fala sobre esse assunto que é infelizmente tão recorrente, é necessário ser falado, espero que ajude muitas pessoas, vou fazer minha parte compartilhando com todos que conheço.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.