Trabalho: Fonte de Prazer ou Sofrimento?

0 982

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

O trabalho pode ser visto apenas como um recurso de sobrevivência, mas também pode vir a ser a parte mais significativa da vida de uma pessoa, o cumprimento de seu projeto existencial.

Independente, do que o trabalho venha representar na sua vida, é ele o responsável pelas possibilidades internas e externas de crescimento e desenvolvimento, posição social, nível cultural, futuros ganhos materiais e até mesmo a duração da sua saúde.

Segundo o escritor e filósofo iluminista francês, Voltaire: “O trabalho nos livra de três grandes males: o tédio, o vício e a pobreza”. Mas por que será que existe tanta infelicidade no ambiente de trabalho? Bom, as razões são inúmeras: grandes pressões por resultados, sobrecarga de atividades (diante da crise, inevitavelmente, empresas se viram obrigadas a reduzir o número de funcionários e alguém acabou acumulando mais tarefas e responsabilidades), dificuldades de relacionamento com a liderança, incompatibilidade com a função que exerce, falta de reconhecimento, etc. O fato é que segundo matéria publicada na revista Você/SA (edição de julho/2017), até 2020, a depressão será a doença mais incapacitante do planeta de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

É importante lembrar que a grande maioria das pessoas dedica pelo menos, cerca de 8 horas/dia (sem contabilizar o tempo deslocamento) ao trabalho. O que isso significa? Significa dizer que uma pessoa disponibiliza por dia ao menos 1/3 do seu tempo, exercendo uma atividade que pode ser extremamente prazerosa ou dolorosa.

Logicamente, que todos nós temos a necessidade de trabalhar, seja pelo fato de se sentir útil, de obter recursos financeiros para o nosso sustento ou de nos livrar do ócio improdutivo. Mas até que ponto vale a pena se submeter a determinadas condições num ambiente de trabalho?

Eu particularmente, adotei na minha vida a Lei dos dois pés (não sei se você já ouviu falar), mas é assim que funciona: se você estiver num lugar onde você não esteja aprendendo ou contribuindo, use os seus dois pés e vá para um lugar onde isso seja possível. E sinceramente, só assim puder me desenvolver como pessoa e evoluir como profissional.

Todas as minhas experiências profissionais tiveram sua importância, umas mais outras menos…mas ao perceber que eu já havia esgotado todas as minhas possibilidades de aprender e de contribuir, começava a buscar outros caminhos. Se acomodar ou se contentar com pouco, jamais!

Para você ter uma ideia, eu ainda estava na faculdade e minha sede de aplicar tudo que eu aprendia era enorme, até aí ok. Mas 95% das vezes que eu tinha a iniciativa de fazer algo diferente para melhorar o setor, sempre ouvia da minha gerente: se eu não cortar suas asas, você voa (ela tinha um perfil muito exigente e controlador). E eu? Eu só queria fazer e dar o meu melhor! Pois bem, a coisa ficou tão séria que meus próprios colegas de trabalho tomaram a liberdade de me dizer: Mikaella, você não cabe mais nesse lugar, não subestime seu potencial, o seu valor. Ouvir aquilo confirmou algo que eu já havia percebido e me encorajou a trilhar novos caminhos, pois lá não havia mais espaço para aprender e nem tampouco contribuir. Alguns meses depois, eu iniciei uma nova experiência trabalhando numa multinacional.

Cenários perfeitos não existem, a gente sabe!

Cada trabalho, empresa, profissão tem seus desafios e a única coisa que a gente sabe é que cenários perfeitos não existem. Agora pare e pense um pouco:

Você é feliz onde está?

Fazendo o que você faz?

Você trabalha por obrigação, pela “falsa crença” do eu trabalho porque preciso? Mas ora, quem não precisa?

Quais são as chances de você crescer e se desenvolver fazendo o que você faz e estando onde você está?

O trabalho é tão insuportável que te adoece?

Apesar do trabalho ser algo muito importante e ocupar uma parte significativa na nossa vida, é sempre bom lembrar que você deve ser responsável pela sua carreira e que sempre existem outros caminhos e possibilidades, portanto não se prenda a nada que te faça encolher.

 5 frases inspiradoras sobre trabalho para você refletir um pouco mais sobre o assunto.

“Quando o trabalho é prazer, a vida é uma grande alegria. Quando o trabalho é dever, a vida é uma grande escravidão”. (Máximo Gorki)

“A maior recompensa pelo nosso trabalho não é o que nos pagam por ele, mas aquilo em que ele nos transforma”. (John Ruskin)

“A única maneira de fazer um grande trabalho é amar o que você faz”. (Steve Jobs)

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. (Albert Einstein)

“O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra”. (Aristóteles)

Até o próximo post!

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.